“O Juiz” e o legado familiar

Antes de começar esse post, cabe uma ressalva. Enquanto o poster até enganava e vendia uma imagem de Law and Order, o trailer sempre foi honesto: “O Juiz” (The Judge -2014) é sobretudo um filme sobre família.

the judge 1

Todo filme de reencontro que se preze segue a mesma cartilha: a ovelha desgarrada retorna ao lar e é forçada a lidar com um passado mal resolvido.”O Juiz” não é diferente. O filme conta a história de Henry (Robert Downey Jr.), o típico advogado playboy que, ao retornar à sua cidade natal, se vê obrigado a encarar alguns valores que tinha optado por esquecer.

Sua nêmesis é seu pai, o juiz da cidade elegantemente personificado na forte presença de Robert Duvall. Pilar moral da comunidade, o juiz não aprova os métodos do filho, o que não se resume à mero conflito geracional e toca em questões do âmbito da honra.

the judge 2

Num ambiente que retrata o interior como sendo a verdadeira América e o tribunal é filmado com ares de santidade se desenrola o roteiro que, apesar de previsível, tem seus momentos de brilho e discursa principalmente sobre responsabilidade.

O longa é amparado por algumas boas atuações e bela fotografia e, com uma direção correta, pode até não ser elevado ao status de arte, mas entrete.

 

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , , ,

2 pensamentos sobre ““O Juiz” e o legado familiar

  1. […] O Juiz – indicado à Melhor Ator Coadjuvante (Robert Duvall) […]

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: