Arquivo da categoria: Críticas

O Homem Irracional

Em “O Homem Irracional” (Irrational Man – 2015) Woody Allen mais uma vez aborda seus habituais assuntos. Temos o homem solitário e arrogante de meia idade que encontra alguma mocinha ingênua para venerá-lo e lembrá-lo do quanto ele é “interessante”. Temos também a sociedade burguesa que utiliza seu academicismo e suposta erudição para justificar a sua existência ociosa e entediante. E também, porque não, uma série de situações improváveis para seus personagens terem oportunidade de revelarem o quanto são boçais e pedantes.

irrational 3

Continuar lendo

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , , , ,

Perdido em Marte – um sci-fi que não é sobre adolescentes tentando derrubar governos

Numa época onde a cultura hipster insiste em dominar o mainstream com a sua noção artificial de passado, Ridley Scott conseguiu fazer o filme genuinamente mais retrô dos últimos tempos. Embalado por sucessos da era disco, “Perdido em Marte” (The Martian – 2015) é um divertido blockbuster pop.

martian 2

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

A crítica pungente (mas com carinho) de “Que Horas Ela Volta”

Não resta dúvidas de que o queridinho do cinema nacional nesse ano é “Que Horas Ela Volta?” (2015).  E o cargo é mais do que merecido. O longa de Anna Muylaert é um afetuoso – e nem por isso menos poderoso – retrato do estranho Downton Abbey brasileiro que acontece entre patrões e suas empregadas.

ela volta 2

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , ,

O crepúsculo de Mr. Holmes

Parece que nesse ano a indústria do cinema está determinada a aterrorizar as pessoas inteligentes. Depois de “Still Alice“, agora chega “Mr. Holmes” (2015)  para garantir que os intelectuais não se sintam mais seguros no refúgio de suas mentes.

holmes 1

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , ,

A realidade embalada em surrealismo de “Frank”

Sob uma observação descuidada e superfícial, “Frank” (2014) parece fadado ao nonsense. Isso porque somos apresentados ao universo dos personagens através da perspectiva de Jon (Domhnall Gleeson), um “indivíduo normal” que se vê imerso no hospício que é a banda Soronprfbs.

frank 4

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Divertida Mente

A história de “Divertida Mente” (Inside Out – 2015) se passa dentro da cabeça de uma menininha, onde os protagonistas são suas emoções. Basicamente é isso. E partindo dessa ideia simples, a Pixar mais uma vez fez sua mágica e entregou uma animação criativa e divertida, que finalmente depois de muito tempo fez jus à fama do estúdio.

inside out 1

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

CAÇADORES DA ARCA PERDIDA – dentro do poço das almas!

O meu post sobre “Caçadores da Arca Perdida” (Raiders of the Lost Ark – 1981) rendeu tanta conversa que fiquei com vontade de mergulhar no Poço das Almas e aprofundar alguns aspectos dessa obra que considero tão especial.

raiders 4

A trunfo do filme está relacionado com o fato dele ser voltado para toda a família. Enquanto as crianças absorvem a mensagem geral sobre ter coragem e ser heróico, os adultos podem aproveitar muitas outras nuances. Assisti ao filme no cinema com um amigo que nunca tinha o visto, e ele considerou o longa genuinamente divertido, porém maniqueísta demais.  Entendo a opinião dele – que se torna difícil de contestar quando os vilões são a plana e puramente perversa ameaça nazista – mas devo dizer que não concordo. Com isso em mente, escrevo esse post.

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Jurassic World: o melhor filme HORRÍVEL que você vai ver nesse ano

Se você, como eu, cresceu amando Jurassic Park e não tem vergonha de admitir que se divertiu com as continuações, você também provavelmente esperou 22 pra poder gritar que FINALMENTE O PARQUE ESTÁ ABERTO em “Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros” (Jurassic World – 2015)!!! E, convenhamos, bonito o parque é…

jurassic 4

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Caçadores da Arca Perdida – a primeira aventura de Indiana Jones

Estava comentando com uma grande amiga sobre a nova temporada do Cinemark Clássicos e o tanto que eu estava animada por conta de “Caçadores da Arca Perdida” (Raiders of the Lost Ark – 1981) quando ela me disse: “eu nunca vi esse filme do homem fugindo da bola gigante”. E desse modo, além de despertar em mim a obrigação de lhe apresentar essa grande obra, ela também conseguiu descrever com bastante acuidade a primeira cena de um filme que ela nunca assistiu.

São engraçadas essas manifestações da cultura pop. Certas imagens estão tão arraigadas no imaginário popular que são replicadas através de gerações e se tornam de certo modo eternas. E é nesse panteão dos personagens inesquecíveis e instantaneamente reconhecíveis que encontramos Indiana Jones.

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O Parque dos Dinossauros – A melhor pior ideia de todo os tempos

Se existe um ser humano que esteve envolvido de alguma forma em quase todos os filmes muito legais, esse homem é Steven Spielberg. Seja como produtor ou diretor, o inventor do blockbuster foi responsável por significativas mudanças no ato de fazer cinema, e um belo exemplo disso é o já clássico “Jurassic Park: O Parque dos Dinossauros” (Jurassic Park – 1993).

jurassic park 2

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , ,