Arquivo da categoria: Premiações

Vestidos prediletos do Red Carpet

Pra encerrar de vez esse papo de Oscar e permitir que a vida siga adiante, eu não resisto e comentarei sobre os meus vestidos prediletos que passaram pelo tapete vermelho.

Primeiro vou fazer uma lista especificando o meu Top 5 e, vale lembrar, o único critério para essa avaliação foi o meu gosto pessoal mesmo.

oscar oprah

Continuar lendo

Anúncios
Etiquetado , , , , , , , , ,

E o Oscar já foi…

A entrega dos Academy Awards coloca de vez um ponto final na temporada de premiações 2015. Mas pra gente poder seguir em frente e começar a se preocupar com a Award Season 2016, vamos comentar o evento.

oscar neil

De modo geral o resultado foi bastante satisfatório, não? Com nenhum prêmio entregue para alguém que não merecesse, a premiação também se permitiu não ser completamente previsível a ponto de ficar interessante. Sem grandes injustiças, sobra apenas espaço para algumas decepções justificáveis apenas por razões que a própria razão desconhece.

Continuar lendo

Etiquetado , , , ,

Pressentimentos, calafrios e últimas apostas para o Oscar 2015

Corre que ainda dá tempo de dar um tapa nesse cabelo, estourar uma pipoca e chamar os amigos pra ver aquele monte de gente bonita que a gente ama fingindo cara de surpresa!

meryl

Eu já fiz as minhas apostas para as categorias principais aqui, e apesar de me manter com elas estou com calafrios. Acho que a noite pode ser cheia de surpresas como não era há muitos anos. Ou não, talvez todo mundo continue ganhando a mesma coisa e os bolões estejam a salvo. A surpresa boa que pode acontecer é Birdman ganhar como melhor filme (apesar de eu preferir Boyhood e de Whiplash ser melhor do que os dois juntos). A surpresa ruim é MINHA AMIGA, IMAGINA SE O SNIPER LEVA ALGUMA COISA HEIM??? Enfim. Só nos resta aguardar por esses momentos.

Deixo então aqui algumas apostas técnicas e outras coisas que faltavam.

Continuar lendo

Etiquetado , , ,

As resenhas do Oscar 2015

O Oscar foi transmitido no domingo, dia 22. Você pode ver o que aconteceu na premiação AQUI e os meus looks prediletos AQUI.

Antes disso eu tinha feito as minhas apostas principais e técnicas e admito, errei feio em algumas das principais, mas de modo geral acertei a maioria. Você pode ver todos os textos que saíram no blog a respeito dos filmes da premiação nessa lista a seguir (vencedores em vermelho):

Boyhood: da Infância à Juventude – indicado à Melhor Filme; Melhor Direção (Richard Linklater); Melhor Ator Coadjuvante (Ethan Hawke); Melhor Atriz Coadjuvante (Patricia Arquette); Melhor Roteiro Original (Richard Linklater); Melhor Edição (Sandra Adair)

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) – indicado à Melhor Filme; Melhor Direção (Alejandro González Iñárritu); Melhor Ator (Michael Keaton); Melhor Ator Coadjuvante (Edward Norton); Melhor Atriz Coadjuvante (Emma Stone); Melhor Roteiro Original (Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris e Armando Bo); Melhor Fotografia (Emmanuel Lubezki); Melhor Mixagem de Som (Jon Taylor, Frank A. Montaño e Thomas Varga); Melhor Edição de Som (Aaron Glascock e Martín Hernández)

O Grande Hotel Budapeste – indicado à Melhor Filme; Melhor Direção (Wes Anderson); Melhor Roteiro Original (Wes Anderson e Hugo Guinness); Melhor Fotografia (Robert D. Yeoman); Melhor Trilha Sonora (Alexandre Desplat); Melhor Edição (Barney Pilling); Melhor Direção de Arte (Adam Stockhausen e Anna Pinnock); Melhor Figurino (Milena Canonero); Melhor Maquiagem (Frances Hannon e Mark Coulier)

O Jogo da Imitação – indicado à Melhor Filme; Melhor Direção (Morten Tyldum); Melhor Ator (Benedict Cumberbatch); Melhor Atriz Coadjuvante (Keira Knightley); Melhor Roteiro Adaptado (Graham Moore); Melhor Edição (William Goldenberg); Melhor Trilha Sonora (Alexandre Desplat); Melhor Direção de Arte (Maria Djurkovic eTatiana Macdonald)

Whiplash: Em Busca da Perfeição – indicado a Melhor Filme; Melhor Ator Coadjuvante (J. K. Simmons); Melhor Roteiro Adaptado (Damien Chazelle); Melhor Edição (Tom Cross); Melhor Mixagem de Som (Craig Mann, Ben Wilkins e Thomas Curley)

A Teoria de Tudo – indicado à Melhor Filme; Melhor Ator (Eddie Redmayne); Melhor Atriz (Felicity Jones); Melhor Roteiro Adaptado (Anthony McCarten); Melhor Trilha Sonora (Jóhann Jóhannsson)

Selma – indicado à Melhor Filme e Melhor Canção Original (“Glory” – Common (as Lonnie Lynn), John Legend (as John Stephens))

Sniper Americano – indicado à Melhor Filme; Melhor Ator (hahahaha) (Bradley Cooper); Melhor Roteiro Adaptado (Jason Hall); Melhor Edição (Joel Cox e Gary Roach); Melhor Mixagem de Som (John T. Reitz, Gregg Rudloff e Walt Martin); Melhor Edição de Som (Alan Robert Murray e Bub Asman)

Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo – indicado à Melhor Direção (Bennett Miller); Melhor Ator (Steve Carell); Melhor Ator Coadjuvante (Mark Ruffalo); Melhor Roteiro Original (E. Max Frye e Dan Futterman); Melhor Maquiagem (Bill Corso e Dennis Liddiard)

Para Sempre Alice – indicado à Melhor Atriz (Julianne Moore)

Livre – indicado à Melhor Atriz ( Reese Witherspoon) e Melhor Atriz Coadjuvante (Laura Dern)

Dois dias, uma noite – indicado à Melhor Atriz (Marion Cotillard)

Caminhos da Floresta – indicado à Melhor Atriz Coadjuvante (Meryl Streep); Melhor Direção de Arte (Dennis Gassner e Anna Pinnock); Melhor Figurino (Colleen Atwood)

O Juiz – indicado à Melhor Ator Coadjuvante (Robert Duvall)

Vício Inerente – indicado à Melhor Roteiro Adaptado (Paul Thomas Anderson) e Melhor Figurino (Mark Bridges)

O Abutre – indicado à Melhor Roteiro Original (Dan Gilroy)

Ida – indicado à Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Fotografia (Lukasz Zal e Ryszard Lenczewski)

Relatos Selvagens – indicado à Melhor Filme Estrangeiro

Leviatã – indicado à Melhor Filme Estrangeiro

Operação Big Hero – indicado à Melhor Filme de Animação

A elegância de Eddie Redmayne

Não basta ser jovem, querido e talentoso, Eddie Redmayne também atrai os olhos no tapete vermelho por outro motivo: o seu apurado bom gosto para se vestir.

Não dá para negar, o menino SABE segurar um terno, uma habilidade cada vez mais rara. Para espalhar esse conhecimento, você pode conferir alguns dos looks super fashion de Eddie na galeria abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

O homem do ano.

Etiquetado , ,

Oscar Furacão 2015

É chegada aquela hora de canalizar todas as energias místicas com um único objetivo: tentar adivinhar quem vai levar para casa as disputadas estatuetas douradas no dia 22.

Para tentar evitar que você perca o dinheiro do material escolar do seu filho no bolão da firma, vamos dissecar aqui as principais categorias da premiação e praticar um pouquinho o dom da clarividência em um ano que pode ser cheio de surpresas. Então segura na sua pedra Ametista e vamos lá!!

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Apostas, previsões e chorumelas para o Oscar 2014

Hoje vi que o post vai ser místico

Existem duas coisas que são unânimes dentro da comunidade cinéfila:

1- Todo mundo ama dizer o quanto o Oscar é um prêmio irrelevante e injusto.

2- Todo mundo espera o ano inteiro pra poder apostar em quem vai ganhar o prêmio. E é a maior diversão da Terra.

Então capricha no delineador, coloca o Tarot na mesa e dá o play:

Ignorando as categorias mais técnicas nas quais eu nem me arrisco a dar um palpite sério, vamos começar porque hoje a gente vai brincar de adivinhação.

Na categoria de Melhores Efeitos Visuais estão concorrendo Gravidade; O Hobbit: Desolação de Smaug, Homem de Ferro 3, O Cavaleiro Solitário e Star Trek – Além da Escuridão. O que chama mais a atenção é o fato de “Círculo de Fogo” e “Homem de Aço” não estarem entre os concorrentes enquanto “Homem de Ferro 3” está na lista. Na verdade, imaginem a cena: você é um membro votante da academia e recebe seus dvds de screener que incluem alguns dos melhores filmes do ano e entre eles aparece… “Homem de Ferro 3”. Imagine o constrangimento! Enfim. como preciso escolher um só vou me arriscar a apostar em Gravidade, mesmo que “Star Trek” seja um concorrente igualmente forte. Mas acho que “Gravidade” deve abocanhar praticamente todos os prêmios técnicos da noite (merecidamente).

No sir. You didn’t. Shhh!

Para Melhor Figurino os destaques são Trapaça e o Grande Gatsby. Acredito que Gatsby com a seu belíssimo guarda roupa grifado dos anos 20 leve a estatueta, mas eu ficaria igualmente feliz se “Trapaça” ganhasse (na verdade eu já estou bastante feliz que o figurino do filme tenha entrado na lista, porque ele é de fato impecável). Não apostarei em Maquiagem porque desde que “Hitchcock” perdeu o prêmio para as manchas de carvão de “Os Miseráveis” eu decidi nunca mais apostar nessas coisas.

De Melhor Fotografia eu vou dar a louca e chutar que quem ganhará será O Grande Mestre porque esses filmes de artes marciais costumam ter uma fotografia bonita mesmo. O prêmio de Melhor Animação deve ficar com a Disney de novo por conta de Frozen, mas eu estranhei muito que “Universidade Monstros” não tenha aparecido na lista de indicados. E quanto à categoria de Melhor Filme Estrangeiro, confesso que ainda não consegui assistir à nenhum deles. Mas se tivesse que fazer uma suposição, acho que Alabama Monroe leva o prêmio por ser um filme Belga cuja história poderia muito bem se passar naquela América romântica dos filmes country.

E pra encerrar a sessão de apostas nas categorias que ninguém liga para chegarmos logo na parte que vocês querem ler, vamos finalizar com as minhas apostas para roteiro e uma história interessante. Concorrem à Melhor Roteiro Adaptado: Antes da Meia Noite; Capitão Phillips; Philomena; 12 Anos de Escravidão e O Lobo de Wall Street. E creio que a estatueta deva ficar para um desses dois últimos. Se tiver que apostar em um só, seria no Lobo. Enquanto isso para Melhor Roteiro Original concorrem Trapaça, Ela, Clube de Compras de Dallas, Nebraska e… Blue Jasmine. Ela provavelmente levará o prêmio por sua temática ousada e inovadora, mas a tal história não era sobre “Ela”… é sobre a suposta originalidade do roteiro de “Blue Jasmine”. O filme é inquestionavelmente excelente (poderia inclusive estar concorrendo como Melhor Filme), apenas estranhei a indicação por conta de uma outra coisa que já existe, chamada “Um Bonde Chamado Desejo”.

jasmine

“Um Bonde Chamado Desejo” é uma peça de autoria de Tennessee Williams que foi adaptada em um clássico filme de 1951 com as inesquecíveis interpretações de Vivien Leigh e Marlon Brando. A mesma peça foi readaptada em um filme para a TV de 1995, dessa vez protagonizado por Jessica Lange e Alec Baldwin. Para quem nunca assistiu à nenhuma das adaptações, vou fazer uma breve sinopse:

Blanche DuBois é uma moça dotada de uma postura aristocrática que não condiz com a sua condição econômica ou social. Completamente falida, se vê obrigada a ir morar com sua irmã com quem não mantinha contato há muitos anos. A irmã é boa pessoa mas sempre se sentiu inferiorizada diante do glamour de Blanche, apesar de ter sido sempre mais pé no chão e ter uma vida estruturada justamente por estar em contato com o mundo real. Ela tem auto-estima baixa e vive numa situação de submissão à um parceiro abusivo, em um relacionamento fortemente baseado em desejo sexual. Blanche não é má pessoa, apesar de ser fútil, o que faz com que sintamos pena dela e compreendemos que ela fez o melhor dentro das coisas que conhecia. No processo para tentar melhorar de vida, ela crê que o casamento é sua única saída e tenta conquistar um noivo com base em mentiras que são rapidamente desmascaradas. O roteiro expõe Blanche em todas as suas fragilidades de forma bastante crua e impiedosa e culmina na decadência total da personagem.

“Blue Jasmine” é uma excelente adaptação moderna da peça de Tennesse Williams.

E agora, senhoras e senhores, vamos às categorias explosivas. Aquelas que seguram a gente no sofá até o fim da premiação e vão ser assunto no dia seguinte.

Vamos ao curral de injustiças, aquela categoria que faz as histórias que a gente nunca esquece como quando Leonardo DiCaprio perdeu o prêmio que merecia por “O Aviador” ou quando Gwyneth Paltrow GANHOU o prêmio que estava disputando com ninguém mais ninguém menos que Meryl Streep, Fernanda Montenegro e a injustiçada óbvia da noite, Cate Blanchet.

 

Como Melhor Ator Coadjuvante não prevejo muitas surpresas. O prêmio deve ficar mesmo com Jared Leto por sua atuação em “Clube de Compras de Dallas” que já lhe rendeu todos os outros prêmios disponíveis na temporada. Leto precisava mesmo de um Oscar em casa, não só por ser bom ator mas por escolher a dedo os filmes em que participa. Vale lembrar que ele também ganhou o troféu “Dorian Gray da Vida Real” por ter 42 anos com carinha de 22. Vou ignorar o fato de Bradley Cooper ter sido (absurdamente) indicado para essa categoria parar evitar o stress. Já na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante fomos presenteados com a “pegadinha do destino” do ano. Lembram do ano passado quando Jennifer Lawrence ganhou o Oscar sem merecer por um filme que apesar de ser muito legal não deveria estar ali concorrendo para coisa alguma? Então. Este ano ela está concorrendo à Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação incrível no filme “Trapaça” e mereceria muito ganhar. Só que acho difícil darem um Oscar consecutivo para ela, portanto vou apostar que a estatueta vai pra casa da Lupita Nyong’o por “12 Anos de Escravidão”.

leto

Na categoria de Melhor Atriz o universo deve restaurar seu equilíbrio e a musa Cate Blanchet levará o prêmio (na verdade eu acho que deveriam ir na casa da Gwyneth, pegar o prêmio que está lá indevidamente e entregá-lo nas mãos da Cate). Mas de qualquer forma a performance de Cate em “Blue Jasmine” foi irretocável. Sua Blanche  Jasmine jamais será esquecida. Na minha opinião a categoria mais imprevisível da noite é a de Melhor Ator porque temos três concorrentes bastante fortes. Seguindo a lógica de merecimento, Leonardo DiCaprio merece por ter feito um ótimo trabalho e ser um dos melhores atores de sua geração e ainda não ter ganho nenhum prêmio da Academia. No entanto ele mereceu o prêmio de verdade por “O Aviador”, e já fez coisas melhores que ” O Lobo de Wall Street” sem ter sido premiado. Na outra base do triângulo temos Matthew McConaughey que vem muito forte nas premiações e já ganhou o Globo de Ouro e o SAG por sua atuação em “Clube de Compras de Dallas” (alguém mais tá se rasgando pra assistir? Fevereiro vai demorar muito?). Considerando o número de quilos que ele perdeu para o papel e o fato de que não é tão frequente assim vê-lo em bons filmes, é quase seguro dizer que o prêmio já é dele. Mas na ponta do triângulo aparece ele, um dos maiores astros de Hollywood atualmente e que dá grandes atuações desde sempre (sim, sempre, “Império do Sol” tá aí pra provar isso): Christian Bale. Só não é justo dizer que Lawrence rouba a cena de “Trapaça” porque Bale também está lá, em uma grande performance. Com fatores levemente subjetivos devido ao agravante “ator predileto” e por contratos de fidelidade no clube das tietes, minhas aposta e torcida vão para ele. Que está realmente ótimo.

bale

Como Melhor Diretor eu estou me arriscando a apostar em Alfonso Cuarón por “Gravidade”. O filme é incrível, ele já ganhou o Globo de Ouro e acho que levará mais esse prêmio pra casa. Mas talvez… Não sei. Se “12 Anos de Escravidão” não levar como melhor filme prevejo sérios riscos de seu diretor, Steve McQueen, levar o prêmio para casa. E por falar em Melhor Filme, o terreno é bem arenoso. Ta aí uma categoria onde eu sempre aposto errado. O mais óbvio seria pensar que 12 Anos de Escravidão é vitória garantida. Todo mundo gostou do filme (que eu estou ansiosíssima para ver, a propósito), ganhou o principal prêmio no Globo de Ouro…. mas existe uma coisinha no caminho que se chama Trapaça. O filme é bom, o elenco é afiadíssimo (ganhou inclusive o prêmio máximo no SAG e o Globo de Ouro como Melhor Filme de Comedia), a academia ama o David O. Russell… então não seria surpresa pra ninguém se Trapaça embolsasse a estatueta, por isso vou apostar nele.

E vocês? Estão apostando em quem? Pra quem vai a torcida de vocês?

A lista completa dos indicados você pode conferir aqui. A entrega dos Academy Awards acontecerá no dia 02 de Março e será transmitida ao vivo pela TNT.

Conclusão: É muito triste viver num mundo onde Gwyneth Paltrow tem um Oscar. Ainda bem que pra compensar a Cher também tem um e a cara de recalcada da Sally Kirkland compensa qualquer sofrimento que tivemos na vida.

Etiquetado , , , , ,

GRAMMY Awards 2014 – te ajudando a descansar para começar bem a semana

Hoje vi que domingo vai ser um bom dia pra dormir…

Domingo normalmente é um dia meio tedioso e esse está prometendo fazer jus à tradição com a 56ª edição do GRAMMY Awards. E o que podemos esperar de mais relevante no evento?

lorde-billboard-650-430

O destaque promete ficar por conta da dupla Paul McCartney e Ringo Starr, que se apresentarão juntos e receberão o prêmio honorário à carreira dos Beatles (o que tem chances de ser épico). Além de outros artistas que devem se apresentar na noite, está prevista também uma apresentação do Metallica e a possível aparição surpresa das divas Madonna e Beyoncé (cujas participações não foram oficialmente confirmadas). E basicamente é isso.

Com o provável patrocínio secreto de Lexotan e Rivotril vem a lista de indicados para single do ano com Get Lucky (Daft Punk); Radioactive (Imagine Dragons); Royals (Lorde); Locked Out Of Heaven (Bruno Mars) e Blurred Lines (Robin Thicke Featuring T.I. & Pharrell)

E por falar em Royals, a faixa também está concorrendo como Canção do Ano, Melhor Apresentação Solo Pop e colocou Lorde na disputa de Melhor Álbum Vocal Pop com Pure Heroine. Será que 2014 vai ser o ano dela como 2012 foi da Adele?

A lista completa dos indicados você pode ver aqui. A premiação será transmitida o vivo na TNT à partir das 23 horas desse domingo.

Conclusão: As premiações musicais já foram bem mais legais.

Etiquetado , , ,