Arquivo da tag: Clássico

CAÇADORES DA ARCA PERDIDA – dentro do poço das almas!

O meu post sobre “Caçadores da Arca Perdida” (Raiders of the Lost Ark – 1981) rendeu tanta conversa que fiquei com vontade de mergulhar no Poço das Almas e aprofundar alguns aspectos dessa obra que considero tão especial.

raiders 4

A trunfo do filme está relacionado com o fato dele ser voltado para toda a família. Enquanto as crianças absorvem a mensagem geral sobre ter coragem e ser heróico, os adultos podem aproveitar muitas outras nuances. Assisti ao filme no cinema com um amigo que nunca tinha o visto, e ele considerou o longa genuinamente divertido, porém maniqueísta demais.  Entendo a opinião dele – que se torna difícil de contestar quando os vilões são a plana e puramente perversa ameaça nazista – mas devo dizer que não concordo. Com isso em mente, escrevo esse post.

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Caçadores da Arca Perdida – a primeira aventura de Indiana Jones

Estava comentando com uma grande amiga sobre a nova temporada do Cinemark Clássicos e o tanto que eu estava animada por conta de “Caçadores da Arca Perdida” (Raiders of the Lost Ark – 1981) quando ela me disse: “eu nunca vi esse filme do homem fugindo da bola gigante”. E desse modo, além de despertar em mim a obrigação de lhe apresentar essa grande obra, ela também conseguiu descrever com bastante acuidade a primeira cena de um filme que ela nunca assistiu.

São engraçadas essas manifestações da cultura pop. Certas imagens estão tão arraigadas no imaginário popular que são replicadas através de gerações e se tornam de certo modo eternas. E é nesse panteão dos personagens inesquecíveis e instantaneamente reconhecíveis que encontramos Indiana Jones.

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

De volta para o futuro, de novo e de novo

Todo mundo tem “aquele” filme que já viu milhares de vezes mas que nunca perde a graça. Para mim, um desses filmes é “De Volta para o Futuro” (Back to the Future – 1985). No clássico de ficção científica, o cara mais legal do mundo (o inesquecível Doc de Christopher Lloyd) descobre como viajar no tempo e seu assistente, o garoto mais legal do mundo, acidentalmente se torna o primeiro humano capaz de voltar ao passado.

bttf 1

Claro que tal fato pode ter consequências muito sérias. Desavisado, o menino altera drasticamente sua história e se vê obrigado a corrigir isso antes de voltar para sua época, numa desesperada tentativa de garantir o próprio futuro.

Continuar lendo

Etiquetado , , , , , , , , , , , , ,

Acabei de salvar a sua tarde!

Hoje vi que meu filme favorito vai passar na TV…

Não temereis juventude de férias e aqueles não-mais-tão jovens que batem cartão na VASP, agora eu tenho a solução para os seus problemas! Para salvar vocês do marasmo dessa quinta feira tediosa, o TCM decidiu passar “…E o Vento Levou“!!!!!!!!!

“…E o Vento Levou” é um filme de 1939 adaptado do romance épico homônimo de Margaret Mitchell. A história se passa durante a Guerra de Secessão e mostra a derrocada dos aristocratas agrícolas do Sul. O filme poderia ser explicado superficialmente como sendo a jornada de uma família de latifundiários antes, durante e depois da Guerra, que teve de se adaptar radicalmente aos novos tempos servindo como alegoria para representar o fim de toda uma era de estruturas arcaicas que deu lugar ao Estado americano como conhecemos hoje. No entanto nessa tal casa sulista somos apresentados à uma personagem chamada Scarlett O’Hara, imortalizada por Vivien Leigh. E em um passe de mágica uma história que tinha tudo para ser excelente se tornou apenas A MELHOR DE TODOS OS TEMPOS.

E se você ainda não está convencido a passar a sua tarde na companhia do mais grandioso filme americano, deixe-me lhe dar apenas mais alguns motivos:

Tem sedução…

Tem a Scarlett maravilhosa que entende como a gente se sente…

Tem desprezo…

E sinceramente? Tem tudo mais o que tem direito afinal é um filme de quatro horas e cabe muita coisa ali. Além de que existem aqueles filmes que todo mundo tem a obrigação de ver e com certeza esse é o principal deles.

Começa às 15:00 no TCM! Vai perder?

Conclusão: “Tara! Home. I’ll go home.”

P.S: Pra você que tomou bomba na quarta série fica aqui uma breve explicação do que foi a tal Guerra pra te situar.

Etiquetado , , , , , , ,

Festival de Verão da Escola de Música de São Paulo (aquela das crianças abençoadas)

Hoje vi que vai ter muita música bonita nessa quinzena…

Começou hoje a primeira edição do Festival de Verão da EMSP – Escola de Música de São Paulo, antiga Escola Municipal de Música (não confundir com a igualmente famosa EMESP: Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim).

O Festival dará início à programação especial feita para celebrar o aniversário de 45 anos da instituição que é uma das mais tradicionais escolas públicas de música da cidade, famosa por seu alto nível de formação musical.

Fotografia de Nelson Kon

Fotografia de Nelson Kon

O evento acontecerá até o dia 31 de Janeiro, das 10 às 17 horas, na atual sede da escola na Praça das Artes e englobará cursos de pequena duração, palestras, recitais de alunos e concertos comentados entre outras atividades. Para conferir a programação completa, clique aqui. Vale lembrar que a inscrição para participar dos cursos e oficinas já está encerrada.

Escola de Música de São Paulo
Praça das Artes
Avenida São João, 281 – 2º andar
Centro – São Paulo

Conclusão: Se possível, apenas vá. E vamos ocupar a cidade e a mente com música clássica.

Etiquetado , , , , , , ,